mas se eu sorri é por você
Algo mudou em você. Em relação a mim. Você está distante, fria. Eu não sei o que eu fiz, mas vou te deixar sozinha a partir de agora se é o que você quer. É isso o que você quer? Sabe porque eu te deixaria? Porque eu me importo mais com os seus sentimentos do que com os meus. Eu te amo. Pronto, eu disse. E não só um quadro-negro. Eu nunca deixaria alguém ou algo te machucar. Eu nunca senti isso por alguém.
American Horror Story.  
Mas as vezes, não importa o quanto você ame alguém, elas simplesmente não podem te amar da mesma maneira.
Grey’s Anatomy.  
Nas horas de luto e sofrimento eu vou abraçar e embalar você, e farei da sua tristeza a minha tristeza. Quando você chorar, eu vou chorar, e quando você sofrer, eu vou sofrer. E juntos tentaremos estancar a maré de lágrimas e desespero e juntos vamos superar os obstáculos das esburacadas ruas da vida.
Diário de uma paixão.
Nunca me senti assim antes, tudo o que eu faço me lembra você.
Avril Lavigne.
Longe de você eu enlouqueço muito mais.
Charlie Brown Jr.
Eu serei toda sua. Serei sua quando estiver sozinho, quando ninguém quiser escutar sequer uma piadinha sem graça que você conta. Serei sua na cama, quando estiver carente, assistindo um filme romântico, ou até mesmo de terror. Eu serei sua quando as pessoas menos óbvias te deixarem. Te deixarem pelo fato de não te aguentarem mais, ou até mesmo por não suportarem mais as suas piadinhas sem graça e consecutivas. Eu serei sua quando achar algo no chão. Eu serei sua quando tu for dar suas caminhadas de manhã, na expectativa de manter um físico bom. Eu serei sua quando suas recaídas vierem. Eu serei sua quando achar uma caixa de bombons no armário, sem nem fazer ideia de onde aquilo surgiu. Eu serei sua quando você estiver molhado, embaixo do chuveiro, lavando suas partes íntimas e cantando para a sua platéia de mosquitos. Eu serei sua quando ninguém mais confiar que você pode. Porque diferente de todos, eu estarei ali, esperando que tu me agarre. Eu serei sua nos momentos de depressão, quando você achar que o mundo conspira contra você. Eu serei sua em todos os momentos, até nos ruins. Eu estarei do seu lado, esperando que você me agarre com toda a força. Eu serei sua quando lembrares de amores passados. Eu serei sua quando você nem lembrar que eu existo, mesmo achando que se contenta com outras coisas por aí. Eu vou ser sua na cama, quando você estiver dormindo pelado de tanto calor. Eu serei sua quando você surtar com todas as contas. Eu estarei ali, esperando que você finalmente me enxergue. Eu serei sua mesmo quando não tiveres tempo. Eu serei sua quando alguém morrer, nascer e tiver alguma doença. Eu serei até quando menos esperar. Eu serei sua quando me trocar pelo ódio, serei sua quando me trocar pela indiferença, solidão, medo e qualquer sentimento que venha se sobrepor. Eu vou ser tua de qualquer modo. Eu vou ser tua quando estiver fazendo o prato que mais gosta, e quando queima o dedo por um descuido da vida. Eu vou ser tua quando achar uma sombra em uma dia de sol infernal. Eu vou ser tua guia quando estiveres confuso com alguma coisa. Eu vou ser tua quando perderes o ônibus das 7, quando estiver voltando para casa naquele domingo chuvoso. Eu vou ser sua quando sofreres por alguém. Eu vou estar ali. Faz um esforço, por favor. Tenta me enxergar. Eu vou ser sua quando desconfiar até da própria sombra. Eu serei sua quando a música favorita tocar no rádio. Eu serei sua quando você achar uma nota de 20 reais na calça que você não usava há semanas. Eu serei sua quando você estiver aflito, inseguro da vida. Eu estarei ali, esperando que você me agarre, pois eu sempre fui sua. E sempre serei sua. Eu vou ser sua em todos os dias da semana, todas as horas do dia, todos os dias do mês, todos os meses do ano, todos os anos da sua vida. Eu serei sua quando o conflito que você tem consigo mesmo vier. Eu serei sua quando der risada por qualquer coisa. Eu serei sua até quando dormir. Eu serei sua quando tentar ligar para alguém, que acaba em uma tentativa falhada, porque o sinal da operadora não é tão bom assim. Eu serei sua quando o estouro do champagne vier aos seus ouvidos. Serei sua quando o som do soluço vier aos seus tímpanos. Serei sua quando uma lágrima cair, seja de felicidade ou tristeza. Eu serei tua por completa. Só te peço que me enxergue. Faz um esforço. Eu sou sua, me agarra e me faz sua vida também. Eu sou sua e sempre vou ser sua. Eu prometo. Ou eu não me chamo felicidade.
Alugue Felicidade. 
Eu continuava falando:
vai passar, babaca,
tudo passa,
é tudo uma piada
rindo da sua cara.
Charles Bukowski.
Um dia você conhecerá um cara que te chamará de linda. Primeiro de linda, depois de gostosa. Mas não é aquele cara que só chama de gostosa, tesuda e só quer trepar com você. Assim mesmo, trepar e tchau. Dá pra sacar quando um homem quer trepar e tchau. É fácil de detectar. Ok, se você quer trepar e tchau, então trepa e tchau. Eu estou falando de algo mais. Do que faz trepar e oi. Trepar e ficar. E ficar abraçado. E ficar conversando. E ficar sonhando junto. E ficar querendo ficar mais e mais (e trepar mais e mais?). Um cara que queira você como você é. Que você não precise impressionar. Que seja inteligente. Educado. Delicado. Na medida certa. Nem mais, nem menos. Que entenda seus momentos de fúria. Que ache você bonita mesmo descabelada. E suada. Que respeite seus momentos de raiva. Que saiba a hora exata de se abaixar para não ser atingido com algum objeto pontiagudo ou cortante. Que se importe com você. Que não goste de discutir, mas que escute todas as baboseiras malucas que você está a fim de falar. Que não seja chinelão demais, mas que não seja engomadinho demais. Que seja lindo. E cheiroso. E gostoso. Que fale de você para a mãe dele. Que diga que vai proteger você de animais selvagens como lagartixa, barata e sapos. Que não tenha medo de dizer que tem medo de algumas coisas. Que não fique dando uma de machão, ele pode ser fraco com você. Pode pedir ajuda pra você. Pode pedir conselhos pra você. E você dará com o maior prazer. Um dia você conhecerá um cara que fará você acreditar que vale a pena o esforço. Vale a pena alguma lágrima que cai. Vale a pena esperar por ele. Vale a pena sonhar, acordada ou não, com ele e com tudo que virá e com a forma que você quer que tudo seja. Aquele cara que conhece você. Que admira você. Que respeita você. Que tem intimidade com você. Liberdade. Que vai achar você linda mesmo que você não tenha passado um rímel sequer. Que você se sente à vontade pra andar na rua de qualquer jeito, nem que seja de calça jeans e havaianas e mesmo assim você estará a mulher mais maravilhosa do mundo. Que você não sinta vergonha de dizer “eu não sei”, pois ele vai te explicar o que você não sabe. Que ri dos seus risos. É solidário com seus receios. Que acha você idiota nos devaneios românticos. E que gosta da sua idiotice. E que gosta de você, mesmo você sendo uma grande chata de vez em quando. Que queira escutar as batidas que o seu coração dá. E queira andar com você de mãos dadas por aí… Pra qualquer lugar. E que, também, queira trepar muito com você.
Clarissa Corrêa.  
Nunca deixe que alguém te diga que não pode fazer algo. Nem mesmo eu. Se você tem um sonho, tem que protegê-lo. As pessoas que não podem fazer por si mesmas, dirão que você não consegue. Se quer alguma coisa, vá e lute por ela. Ponto final.
À Procura da Felicidade.